"Sendo a última profissão romântica, a Medicina será sempre de melhor Qualidade
quando praticada por homens de cultura",João Cid dos Santos
Pagina PrincipalAjudaContactos Idioma Ingl�s > em prepara��o Idioma Portugu�s Tamanho de Letra Reduzido Tamanho de Letra Aumentado
   
  Portugal, Terça-Feira, 24 de Janeiro de 2017
15:22:47
» 3ª edição do Prémio Miller Guerra (2017)      » PEM - aplicação gratuita disponível apenas para pequenos prescritores privados      » Cartas de Condução e SAPA      » Calendário eleitoral - triénio 2017/2019      » Carta ao Ministério a propósito de declarações sobre TNCs      » Software para interacção com o novo cartão da OM     
 
Protocolo AXA
 

Notícias

“Médicos assinam atestados em branco para escolas de condução”

 

- Comunicado –

 

A Ordem dos Médicos foi confrontada com a alegada “prática corrente” das escolas de condução preencherem atestados médicos pré-assinados sem que o candidato à carta de condução seja observado pelo médico.

Tal situação pode configurar a prática de vários crimes por parte das Escolas de Condução e consubstancia uma hedionda violação do Código Deontológico por parte dos médicos que colaborem nesse vergonhoso negócio.

Assim, a Ordem dos Médicos vem apelar,

- Aos cidadãos, para que rejeitem estas práticas e cumpram o seu dever ético e de cidadania participando estas situações à Ordem dos Médicos. A existirem uma ou várias denúncias relativas ao mesmo médico, este será objecto de um processo disciplinar com consequências muitos graves, que podem conduzir a suspensão ou mesmo expulsão da Ordem dos Médicos.

- Ao Ministério Público, para que investigue as Escolas de Condução, mormente no que a este assunto diz respeito.

- Ao IMT, para que comunique às autoridades e à Ordem dos Médicos todas as situações suspeitas.

- À IGAS, para que efectue uma auditoria à emissão deste tipo de atestados, pois será fácil evidenciar se os médicos que os ‘emitiram’ têm, ou não, os competentes registos clínicos que comprovem a observação dos candidatos a carta de condução.

Em defesa dos cidadãos, da Ética Médica e do bom nome da generalidade dos médicos portugueses, caso receba participações, a Ordem dos Médicos investigará e actuará severa e rigorosamente sobre os prevaricadores.

Ordem dos Médicos, 29 de Dezembro de 2016

 
 
© 2006-2009 Ordem dos Médicos. Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser copiado, publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Desenvolvido por Novos Domínios.com, S.A.
 
 
Pagina Principal